ANCR-Associação Nacional do Cavalo de Rédeas
Normas
Normas

CIRCULAR DO CAMPEONATO NACIONAL 2018/2019

A ANCR reconhece os seguintes Núcleos Regionais e estaduais com seus respectivos presidentes:

  • ACCRP – Associação Carioca do Cavalo de Rédeas e Pleasure
  • ACCR – Associação Catarinense do Cavalo de Rédeas 
  • ARCR – Associação Rio Grandense do Cavalo de Rédeas 
  • ACOR – Associação do Centro Oeste de Rédeas 
  • AMCR – Associação Mineira do Cavalo de Rédeas
  • ATMR – Associação Triangulo Mineira de Rédeas
  • ANCRU – Asociacion Nacional de Caballos de Rienda Uruguay 
  • APCR – Associação Paranaense do Cavalo de Rédeas 
  • ABCR – Associação Brasiliense do Cavalo de Rédeas 
  • NACR – Núcleo Anhanguera do Cavalo de Rédeas (SP) 
  • NCCR – Núcleo Castelo Branco do Cavalo de Rédeas (SP) 

1. CATEGORIAS 

1.1. Categoria Aberta níveis 2, 3 e 4.

1.1.1. Para efeito de classificação para o Campeonato Nacional será considerada a pontuação do cavalo, classificando os 5 (cinco) melhores pontuados em cada nível, totalizando 15 (quinze) vagas a serem disputadas na categoria Aberta.

1.1.2. Os Núcleos serão obrigados a usar o sistema de níveis ANCR, disponível no site da ANCR {www.ancr.com.br}.

1.2. Categoria Amador 2, 3 e 4.

1.2.1. Para efeito de classificação para o Campeonato Nacional será considerada a pontuação do conjunto (“cavalo e cavaleiro”), classificando os 5 (cinco) melhores pontuados em cada nível, totalizando 15 (quinze) vagas a serem disputadas na categoria Amador.

1.2.2. Os Núcleos serão obrigados a usar o sistema de níveis ANCR, disponível no site da ANCR {www.ancr.com.br}.

1.3. Categorias Aberta e Amador Nível 1 (Principiante)

1.3.1.Para efeito de classificação para o Campeonato Nacional será considerada a pontuação do cavaleiro, classificando os 6 (seis) melhores pontuados em cada categoria.

1.3.2. São elegíveis ao Nível 1 qualquer cavaleiro aberto ou amador que não tenha registrado pontuação no Ranking ANCR.

1.3.3. O cavaleiro poderá permanecer nesta categoria por 2 (dois) anos hípicos. 

1.3.4. Os competidores que finalizarem o ano hípico como Campeões dos núcleos ou como Campeões e Reservado das provas da ANCR, Derby, Campeonato Nacional e Super Stakes, serão automaticamente promovidos para o Nível 2 em função da qualidade alcançada como competidor.

1.3.5. Cavaleiros com até 15 (quinze) anos completos poderão permanecer nesta categoria independente dos ganhos e títulos obtidos no N1, ou do tempo transcorrido desde o início da participação nas competições.

1.3.6.A classificação obtida pelo cavaleiro ao final do Campeonato do Núcleo é de responsabilidade de cada Presidente e deverá ser reportada à ANCR nos prazos previstos no item 2.5 abaixo.

1.3.7. Em nenhuma hipótese um competidor do Nível 2 retornará ao Nível 1.

1.3.8. Para efeito de pontuação dentro do campeonato será considerada nesta categoria a pontuação do cavaleiro. No caso de um cavaleiro competir com dois ou mais animais a pontuação a ser considerada será o melhor resultado obtido por apenas um dos cavalos apresentados, e as demais colocações serão desconsideradas.

1.3.9. Se o Núcleo apresentar uma média superior a 20 inscritos por etapa, na categoria amador Nível 1, este terá um bônus de 3 (três) vagas adicionais para a final do Campeonato Nacional ANCR.

1.3.10. Para fomentar a modalidade o Núcleo terá uma vaga para escolha, ou seja, poderá convidar um cavaleiro que se enquadre na condição de Nível 1, a seu critério.

1.3.11. Em caso de desistência de algum classificado, não será permitido a sua substituição.

1.3.12. É permitido ao Nível 1 apresentar animal que não de sua propriedade.

1.3.13. É permitido ao Nível 1 apresentar com duas mãos nas rédeas.

1.4. Categoria Jovem

1.4.1. 1.4.7. Cada Núcleo poderá realizar seu Campeonato Jovem, porém a classificação e participação neste não é obrigatória para a participação no Campeonato Nacional 2019, no qual todos podem se inscrever, independente de pagamento de anuidade à ANCR. 

1.4.2. A categoria Jovem será subdividida em 3 (três), conforme a idade do cavaleiro. A categoria Jovem 10 destina-se a cavaleiros de 0 (zero) a 10 (dez) anos (inclusive). A categoria Jovem 13 destina-se a cavaleiros de até 13 (treze) anos completos. A categoria Jovem 15 destina-se a cavaleiros de até 15 (quinze) anos completos.

1.4.3. A ANCR recomenda o uso dos percursos A e B (vide páginas 128 a 131 do NRHA Rulebook) para a categoria Jovem 10. O Jovem 13 e o Jovem 15 poderão concorrer na mesma passada, com o mesmo percurso.

1.4.4. A data que vale para idade do jovem é a do início do ano hípico da competição (Setembro). Sendo assim, (i) podem participar da categoria Jovem 10 todos os competidores que nesta data estiverem com 10 (dez) anos ou menos, mesmo que na data do evento já estejam com 11 (onze) anos; (ii) podem participar da categoria Jovem 13 todos os competidores que nesta data estiverem com 13 (treze) anos ou menos, mesmo que na data do evento já estejam com 14 (quatorze) anos; e (iii) podem participar da categoria Jovem 15 todos os competidores que nesta data estiverem com 15 (quinze) anos ou menos, mesmo que na data do evento já estejam com 16 (dezesseis) anos.

1.4.5. É permitido ao cavaleiro de 0 (zero) a 10 (dez) anos (inclusive) participar da categoria Jovem 13 e 15. É permitido ao cavaleiro de 0 (zero) a 13 (treze) anos (inclusive) participar da categoria Jovem 15.

1.4.6. É permitido ao Jovem apresentar animal que não de sua propriedade.

1.4.7. É permitido ao Jovem apresentar com duas mãos nas rédeas.

2. JULGAMENTO

2.1. Estão habilitados a julgar as provas dos Núcleos os juízes oficiais habilitados e qualificados pela NRHA e ANCR, relacionados no site da ANCR {www.ancr.com.br}.

2.2. A ANCR indicará e pagará, a título de fomento, 1 (uma) diária do juiz para cada uma das 3 (três) etapas obrigatórias dos Núcleos, desde que obedecidos os critérios abaixo. Caso o Campeonato tenha mais de 3 (três) etapas, o custo de julgamento a partir da 4ª etapa será por conta do Núcleo organizador.

2.3. O juiz deverá ser solicitado à ANCR por escrito através do e-mail de atendimento {administativo@ancr.org.br} pelo Presidente do Núcleo, sempre com 20 (vinte) dias de antecedência. A ANCR, em acordo com o Comitê de Juízes, indicará o juiz da etapa.

2.4. Cada juiz poderá ser utilizado apenas uma vez em cada Núcleo durante o ano hípico.

2.5. O Presidente do Núcleo deverá autorizar por escrito o pagamento do juiz, e apresentar juntamente com a referida solicitação a planilha de resultados conforme modelo da ANCR. É válida a autorização por e-mail desde que emitida pelo e-mail do Presidente do Núcleo.

2.6. As atas de julgamento e o resultado de cada etapa deverão ser enviadas por e-mail pelo juiz ou pelo Presidente do Núcleo no prazo de 15 (quinze) dias do término das provas para a ANCR, conforme modelo da ANCR.

2.7. O pagamento da diária do juiz está condicionado ao envio dos resultados e o não atendimento ao prazo de envio implicará em sanções como o não reconhecimento da etapa e o não pagamento da diária do juiz.

2.8. O juiz oficial é o representante oficial da ANCR em eventos dos Núcleos, e deverá observar todas as regras de um evento oficial da ANCR, inclusive no que diz respeito ao uso de equipamentos, o que deverá ser fiscalizado pelo juiz.

3. CALENDÁRIO

3.1. A programação de provas das etapas do ano hípico do Núcleo deverá ser apresentada à ANCR até 30/10/2018 por escrito pelo presidente do Núcleo.

3.1.1. Caso o prazo acima não seja cumprido ou ocorram alterações nas datas enviadas, sem motivo de força maior, a ANCR poderá não fornecer o fomento da diária do juiz para o Núcleo.

3.2. Nenhuma prova de Núcleo poderá ocorrer até que tenhamos todas as datas definidas, ou seja, não poderão ser realizadas provas entre o Final do Campeonato Nacional e a entrega das datas de provas dos Núcleos.

3.3. O Núcleo não poderá agendar prova na mesma data dos eventos ANCR, obedecendo um limite de 15 (quinze) dias antes e 15 (quinze) dias depois para agendar suas etapas. Nesse sentido, verificar as datas dos eventos oficiais no site da ANCR: www.ancr.org.br– Calendário – Eventos.

4. HABILITAÇÃO E PREMIAÇÃO

4.1 Cada Núcleo promoverá seu Campeonato, composto de no mínimo 3 (três) etapas, no período de setembro de 2018 à 15/6/2019 com as categorias Aberta e Amador, Níveis 1, 2, 3 e 4. 

4.2. Cada participante deverá competir no mínimo em 2 (duas) etapas do Núcleo em que participa.

4.3. Os Núcleos seguirão o critério de níveis da ANCR para ter os benefícios de juiz e a habilitação no Campeonato Nacional.

4.4. As provas deverão obedecer ao Regulamento de Competições da ANCR, sendo julgadas por juiz oficial NRHA e ANCR.

4.5. Os Núcleos poderão organizar seus campeonatos de forma independente mas terão que obrigatoriamente utilizar os critérios de classificação e pontuação estipulados pela ANCR para indicar os finalistas para a Final do Campeonato Nacional, conforme item 5.

4.6. O Presidente do Núcleo deverá apresentar à ANCR até o dia 15/6/2019 a relação dos competidores classificados no Campeonato, conforme item 5, para determinação dos habilitados para a Final do Campeonato Nacional.

4.8. Serão computados no Ranking ANCR o valor de nota fiscal de prêmios em veículos ou trailer eventualmente distribuídos nos Núcleos. 

4.9. Todos os competidores dos Núcleos deverão obrigatoriamente ser sócios da ANCR nas modalidades Sócio Pleno ou Sócio Núcleo. Caso contrário, os resultados do competidor não serão reconhecidos pela ANCR.

5.PONTUAÇÃO

5.1. A classificação será dada pela somatória de pontos obtidos em cada etapa de acordo com a tabela a seguir:

Classificação Pontuação

1º Lugar

25 pontos

2º Lugar

18 pontos

3º Lugar

15 pontos

4º Lugar

12 pontos

5º Lugar

10 pontos

6º Lugar

08 pontos

7º Lugar

06 pontos

8º Lugar

04 pontos

9º Lugar

02 pontos

10º Lugar

01 ponto

5.2. Por se tratar de etapas classificatórias não há desempate. Caso haja empate na classificação a pontuação deverá seguir os critérios do exemplo abaixo:

COMPETIDOR NOTA CLASSIF. PONTUAÇÃO

Competidor A

72,5

25

Competidor B

72,5

25

Competidor C

72,0

15

Competidor D

71,5

12

Competidor E

71,5

12

Competidor F

71,5

12

Competidor G

71,0

06

Competidor H

71,0

06

Competidor I

70,5

02

Competidor J

70,0

10°

01

Competidor K

70,0

10°

01

Competidor L

69,0

12°

-

6.COPA INTER NÚCLEOS - DISPUTA POR EQUIPES

6.1. A classificação final por equipe no Campeonato Nacional será apurada pelas 3 (três) melhores notas obtidas pelos representantes de cada Núcleo, que somadasresultarão na colocação final dos melhores Núcleos do campeonato naquela categoria.

6.2. A disputa por equipes se daránas categorias a) Aberta Níveis 2, 3 e 4, sem distinção entre níveis, b) Amador Níveis 2, 3 e 4, sem distinção entre níveis, c) Aberta Nível 1 e d) Amador Nível 1.

6.3. Serão premiados com troféu a equipe campeã, os 4 (quatro) melhores classificados da equipe e o Presidente do Núcleo.

6.4. Caso haja empate na disputa por equipes será considerada a soma das notas de todos os juízes da competição. Persistindo o empate será vencedora a equipe que obteve menor número de penalidades.

 

ATENCIOSAMENTE
A DIRETORIA
ASSOCIAÇÃO NACIONAL DO CAVALO DE RÉDEAS